24 novembro 2006

Artigo Científico

A EVOLUÇAO TECNÓLOGICA E O DESENVOLVIMENTO MILITAR

Elicanor Bueno de Castro[1]

RESUMO:

O conhecimento e a sabedoria no desenvolvimento de novas tecnologias, novas técnicas e o modo de como estamos em plena evolução cultural e tecnológica, é apresentado neste texto. E, de forma específica, a evolução do desenvolvimento militar, desde suas origens na pré historia com as utilizações de galhos e pedras, passando pela evolução contínua, o descobrimento da pólvora e sua utilização, à atualidade com as novas armas e o poder que elas possuem o que estas causaram e podem causar a humanidade. Uma humanidade cada vez, mas desenvolvida e evoluída, porem, mas desigual, predatória e beligerante, onde é consumido um montante de recursos incalculáveis, financeiros e científicos que poderiam estar sendo aplicados em áreas prioritárias e deficientes[2] do desenvolvimento humano, mas, vivemos em uma sociedade desigual. Utilizamos uma teoria pertinente centrada em alguns autores que já decorreram sobre o tema.

ABSTRACT:

The knowledge and the wisdom in the development of new technologies, new techniques and the way of as we are in the middle of the cultural and technological evolution, it is presented in this text. And, in a specific way, the evolution of the military development, from your origins in the pré histories with the uses of branches and stones, going by the continuous evolution, the discovery of the gunpowder and your use, a present time with the new weapons and the power that they possess what these caused and they can cause the humanity. A humanity every time, but developed and developed, they put, but unequal, predatory and belligerent, where it is consumed an amount of resources incalculable, financial and scientific that they could be being applied in priority and deficient areas of the human development, but, we lived in an unequal society. We used a pertinent theory centered in some authors that already elapsed on the theme.

1 – A TECNOLOGIA


1.1 – DEFINIÇÔES E CONCEITOS

O conhecimento compreende a análise dos diversos tipos de dados, a sabedoria é a prática comedida do conhecimento. E o que podemos perceber conforme Faraco e Moura: “Todo dado elaborado, transforma-se em sabedoria”.

Temos, na informática atual, a dinâmica tecnológica que torna o hoje ultrapassado amanha, porém, segundo Platão e Fiorin: “não traduzem os anseios metafísicos do homem”, que ainda é humano e necessitas de suas emoções para não torna-se insensível.

Nesta atual evolução dinâmica, o profissional técnico não pode deixar de ser humano, não pode deixar de buscar seus anseios e aspirações humanas. Neste caminho, tem que equalizar essas fórmulas de tal maneira a não transformar-se em máquina ou mesmo não sucumbir a elas.

1.2 – A EVOLUÇAO DA INFORMÁTICA

Na evolução dos seres humanos e em todas as civilizações que surgiram, o homem despertou para a necessidade de estar aprimorando e desenvolvendo novas técnicas, no intuito de encontrar facilidades para o seu dia a dia, aperfeiçoando os meios de produções, no domínio sobre a natureza e de como tornar-se superior a outros povos através do poder das armas. Onde uns sobressaíram às outros e dominaram de alguma forma seus semelhantes.

Surgiram os mais rudimentares métodos, técnicas e máquinas que para sua época causaram grandes transformações e que é à base de tudo o que temos nos dias atuais, como por exemplo, podemos citar a invenção da roda, o aparecimento do ábaco[3], a teoria da relatividade entre tantas outras que poderia citar, e que hoje são objetos de estudos e aperfeiçoamento tecnológico.

A revolução, mas recente, que, no entanto é a evolução dos primeiros mecanismos de calcular, veio com o surgimento do computador que transformou completamente o modo de viver da humanidade de forma geral[4], estando presente, hoje, na vida de todos e sem limite próximo para esgotar todas suas funcionalidades, é o que podemos perceber no texto “entenda o computador – A Revolução dos Computadores da nova cultural”. (texto - www.novacultural.com.br).

Esse avanço ocorreu a partir do séc. XV, pois até então todos os meios de produção e técnicas estavam adormecidos ou mesmo controlados por poucos, que temiam perder poder e privilégios e onde a ignorância de muitos sustentavam-nos.

Com o surgimento de homens que ousaram desafiar e enfrentar essa realidade recrudescida e o poder dominante apareceu os primeiros avanços e inventos em várias áreas da sociedade, como o surgimento da primeira máquina mecânica de calcular de Blaise Pascal (1623-1662), a bússola – invento chinês, que proporcionou o descobrimento de novas partes do mundo através das grandes navegações do século XV e o surgimento do Iluminismo[5] na metade do Século XVIII, onde vários pensadores destacaram-se em todo mundo, vindo a culminar com a revolução industrial, onde já era possível perceber claramente toda uma mudança nos processos de produção e evolução cultural que chegou anos nossos dias, baseada bens de consumo e capital[6].

1.3 – TECNOLOGIA E ATUALIDADE

Estamos presenciando hoje, com enorme rapidez, grandes avanços tecnológicos em todas as áreas do conhecimento humano. Podemos perceber tais avanços no dia a dia de cada um, pois, mesmo aqueles que por mais simples que sejam, sendo os analfabetos digitais ou os marginalizados pela sociedade, entre outros, vêem sendo obrigados de alguma forma a interagirem com essa nova onda da evolução tecnológica que nos domina a cada dia e que não nos proporciona outra escolha a não ser integrar esse grande mar.

Podemos citar, por exemplo, os sit pass do transporte coletivo urbano em que todos têm que utilizar os bilhetes pré-carregados com um determinado número de viajem e que tem que serem utilizados eletronicamente pelo usuário, a automatização das instituições financeiras que nos obrigam a utilizarem cada vez mais os serviços on-line dos caixas eletrônicos e ainda toda uma parafernália eletrônica que vem embutida nos mais diversos aparelhos e utilitários domésticos que muitas das vezes nem sabemos utilizar em nossas residências.

Exemplos não faltam, essa evolução nos atropela, ocupa seu espaço de tal forma a nós sufocar com tantos recursos detalhes disponíveis que muitas das vezes não sabemos para que servem, podemos citar os diversos aparelhos de controle remotos que temos em casa e que, muitos, só utilizam os botões de ligar e desligar dentre uma infinidade que existem.

O mercado está aí, somos o alvo, e estamos sendo atingidos. O campo é muito vasto, penso até ser sem limite. Temos novas tecnologias para tudo, saúde, educação, segurança, científica, militar e ate mesmo tecnologias inúteis ou maliciosas que só existem pra atrapalhar, como exemplo os vírus[7] virtuais de computadores e outros com intenções criminosas que multiplicam-se rapidamente .

Mais, como tudo tem dois lados, ou seja, os prós e contras, nesse campo, também, podem ver claramente essas duas faces, pois a cada dia nós deparamos cada vez mais com as falcatruas virtuais, que estão tentando e muitas das vezes com êxito burlas os sistemas de segurança oferecidos. Estamos conectados em rede de uma forma ou outra e não temos para onde fugir, resta-nos a aprender conviver com ela e procurar estar sempre atualizando pra não ficar pra traz.



2 – TECONOLOGIA MILITAR


2.1 – A NECESCIDADE DAS ARMAS

As tecnologias militares têm a ver com a necessidade do homem de defender-se, impor sua superioridade e poder de dominação sobre outras nações[8], ou mesmo, sobre sua própria população. Estas tecnologias são pesquisas voltadas para produção e desenvolvimento de armas, classificadas em: armas convencionais, nucleares. Biológicas, químicas e por últimos, as armas eletrônicas e espaciais.

Com o surgimento do homem, veio a necessidade de defender-se, primeiramente, do meio hostil em que vivia depois de outros grupos e assim por diante ate as dias atuais, e onde teve início a evolução das técnicas e armamentos empregados, conforme cita no site eletrônico (wikipedia):


Os processos mais antigos, ais como a arte rupreste[9] e a raspagem das pedras, e as ferramentas mais antigas, tais como a pedra lascada e roda, são meios simples para a conversão de materiais brutos e “crus” em produtos úteis.


Sempre foi de suma importância à evolução militar: “A tecnologia militar é a locomotiva do mundo”, na definição de Roberto Godoy, (1998). O grande salto tecnológico que praticamente revolucionou toda uma concepção de utilização de armamentos foi sem duvida a descoberta da pólvora no século IX na China[10], que espalhou com mais rapidez a morte nos campos de batalhas nas varias guerras que sucederam-se uma após outra, através de artefatos dos mais variados tipos, todos com o intuito de matar mo maior numero possível de seres humanos.

Temos, hoje, várias tecnologias militares empregadas nos mais diversos ramos da sociedade civil, como por exemplo, a supressão de ruídos utilizada nos submarinos militares e que é hoje usada em elevadores, o desenvolvimento da bomba nuclear na década de quarenta, durante a segunda guerra e com isso proporcionou o domínio da tecnologia para produção de energia elétrica, dentre tantas outras que surgiram especificamente para atender as necessidades militares e que estão hoje incorporadas às atividades civis, tendo como maior exemplo a própria internet[11], que surgir para suprir as necessidades do exercito americano em relação ao seu sistema de informação, e varias que poderíamos citar.

Com os avanços obtidos com as com as utilização da informática, que esta presente em todas as áreas do conhecimento, a tecnologia militar não ficou para traz, pelo contrario, foi responsável por essa evolução sistemática da informática, sendo utilizadas nos mais diversos projetos militares mundo a fora, desde mecanismos simples aos mais complexos como os espaciais e a nanotecnologia[12] desenvolvida na área militar

A tecnologia militar trouxe, sem dúvidas, grandes benefícios para o homem, porem produziu várias seqüelas na humanidade, pois uma vez mal empregada produz danos irreparáveis, como por exemplo, o emprego por parte de pessoas sem o comprometimento com a vida, de armas nucleares, biológicas e químicas, que não justificam-se seus usos no mundo atual, porém seus desenvolvimentos e aprimoramentos não são abandonados, pelo contrário, são investidos cada dia mais recursos financeiros e tecnológicos em detrimentos de áreas sociais deficitárias, que com certeza seriam bem melhor aproveitadas. Vemos nações com sérios problemas sociais, fome, falta de emprego, regimes ultrapassados, porem, destinam seus poucos recursos para o desenvolvimento de tecnologia militar e muitas das vezes através de meios ilícitos onde “os fins justificam os meios “ (MAQUIAVEL, 1580).

2.2 – PROBLEMÁTICA E SOLUÇÕES

A tecnologia militar está sempre em evolução, e seu campo de pesquisa é muito vasto e aparentemente inesgotável, uma vez que é uma dinâmica progressiva. Novas armas surgem as todo instante, novas versões substituem versões anteriores, como vem ocorrendo com as tecnologias de computação. Muitos benefícios devem-se a este processo que vem ao longo dos séculos, mas, também, em mãos erradas, provocou muita dor e destruição, dominação e extermínio de civilizações inteiras como aconteceram com os povos que habitavam nosso continente americano à época do descobrimento.

E, hoje, apesar de tantos exemplos negativos que sucederam-se ao longo do tempo, de homens que provocaram grandes temores sociais devidos as suas ações por meio das armas, tais como: Átila, Nero, Cortez, Napoleão, Hither, Stalin, entre tantos outros não tão famosos, porem não menos cruéis, que a pretexto de uma determinada ideológica, usaram o poder das armas, investiram no aperfeiçoamento de novas técnicas para exterminar seus opositores e dominar seus povos com a intenção de perpetuarem no poder temporal. Esse ainda é o grande problema que infelizmente ainda temos à nossa frente.

Governos e governantes que manipulam todo uma sociedade, e que vem cada dia mais desenvolvendo novas armas de destruição em massa[13], como são chamadas essa nova modalidade de armas que tem o poder de causar grandes danos e percas incalculáveis, só preocupam-se em permanecerem no poder, muita das vezes através de um regime que só propaga o medo e o atraso de seu povo e outros mesmo sendo considerados desenvolvidos tentam dominar com mão de ferro outras nações

Com o desenvolvimento da tecnologia nuclear, estamos reféns dos poucos que a detêm[14], e usam esse poder para intimidar e persuadir por meio de ameaças e ações concretas, a fim de conseguirem sues objetivos e impedirem que os outros não a tenham, mas, uma vez que estamos em um mundo globalizado e por mais que tentam impedir que esse conhecimento caia em mais erras, se já não estão, outras nações desenvolveram com certeza, seja através de meios lícitos ou ilícitos, através de contrabando e subornos de material e cientistas não éticos que estão dispostas à venderem-se a quem tiver interesse e pagar mais.

Surgimos e vivemos em um mundo desigual, em que prevalece a lógica do mais forte domina o mais fraco, e assim vamos continuar por um longo tempo ainda ou simplesmente vamos desaparecer a qualquer momento por um ato impensado de alguém que julga-se superior aos demais seres humanos.


3.0 – CONCLUSÃO

O processo de desenvolvimento tecnológico e cientifico é inerente ao ser humano. Vamos estar sempre em evolução, novas fontes de energia serão descobertas, outras aprimoradas, novos processos de produção irão surgir, bem como os meios de comunicação, transporte, científico e militar tendem as seguir esse caminho sem volta, porem com escolha.

Nós dessa, geração e gerações futuras seremos sempre sucedidos por outras que irão nos verem como ultrapassados no seu tempo, porém, vivemos o nosso tempo, e analisamos o tempo dos que já passaram e tentamos ter um perspectiva do que há por vir, tentamos apreender com eles, a evolução tecnológica fica e é aprimorada e nos somos substituídos pelos nossos filhos em uma dinâmica cada vez mais rápida.

Quanto à evolução do poderio militar das nações, podemos apenas esperar. Que tenham sempre o bom senso de nos deixar ter esperança em um futuro melhor, mais igual, e sem grandes desequilíbrios sociais, que não coloquem tudo a perder, uma vez que os entendidos na área falam que essas nações já detêm o poder de destruir todo o nosso sonho em poucos minutos, apertando apenas alguns botões.

Resta-nos conviver com essa possibilidade real, procurar contribuir de alguma forma para que isto de ruim não venha a concretizado-se e que possamos mesmos deixar algo de bom a ser lembrado por nossos sucessores futuros.


BIBLIOGRAFIA:

Wikipedia, Enciclopédia digital, A Evolução das armas: Disponível em “http:/www.wikipedia.com.br”. Acesso em 21/08/06.

Entenda o computador - A Revolução do Computador, Rio de Janeiro: Nova Cultural, 1998.

GODOY Roberto, editor no jornal O Estado de São Paulo, guerra e ciência, 2002, (observatório da imprensa ), Disponível em: “http://www.tvebrasil.com.br/observatorio”

Acesso em 21/08/06.

GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1988.

FARACO, Carlos Emílio & MOURA, Francisco Marto de. Português (Faraco & Moura). LITERATURA BRASILEIRA. São Paulo: Ática, 1998.

PLATÃO & FIORIN.Para entender o texto:leitura e redação.São Paulo: Ática,1991.

Artigo, Revolução Industrial. Dispinivel em: “http://www.culturabrasil.org/revolucaoindustrial.htm”. Acesso em 20/10/2006.

Artigo extraído do site, Fórum Social Mundial – 2004. Disponível em: “http://www.forumsocialmundial.org.br/dinamic.php?pagina=balancos_fsm2004”. Acesso em 20/10/2006.

MAQUIAVEL, Nicolau,O Príncipe, tradução de Francisco Morais, Coimbra, Atlântida, 1935.


__________________________________________________________
[1] Elicanor Bueno de Castro: é aluno da UEG - Universidade Estadual de Goiás, UnU de Trindade onde cursa 1º período de Redes de Computadores, Funcionário Público Estadual, trabalha na Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás.

[2] O desperdício de recursos econômicos em armamento e bases militares, cuja finalidade é o domínio e cuja utilidade são as invasões e as guerras, o que constitui a maior ofensa para a dignidade dos povos. Por isso, insistiu-se na necessidade de redirecionar os mencionados recursos para a educação, saúde, erradicação da fome etc. (Fórum Social Mundial – 2004, Irene Leon)

[3] Ábaco: “é um antigo instrumento de cálculo, formado por uma moldura com bastões ou arames paralelos, dispostos no sentido vertical. Teve origem provavelmente na Mesopotâmia, há mais de 5.500 anos. O ábaco pode ser considerado como uma extensão do ato natural de se contar nos dedos”. (http://pt.wikipedia.org/wiki/abaco).

[4] A história da tecnologia dos mecanismos pode ser dividida em três fases: (i) da descoberta dos primeiros mecanismos até o século XIX, marcada por um progressivo aperfeiçoamento dos mecanismos, principalmente depois do século XVII, do século XIX ao fim da Segunda Grande Guerra, caracterizada pelo uso de motores, inicialmente a vapor e depois a explosão interna, e da Segunda Guerra em diante, que inicia com a transferência da tecnologia dos computadores dos laboratórios militares para a sociedade civil e é caracterizada pela disseminação da eletrônica. (http://www.das.ufsc.br/gia/computer/node8.html).

[5] Iluminismo, ou esclarecimento “ foi um movimento intelectual surgido na segunda metade do século XVIII (o chamado "século das luzes") que enfatizava a razão e a ciência como formas de explicar o universo” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Iluminismo).

[6] Surgem conglomerados industriais e multinacionais. A produção se automatiza; surge a produção em série; e explode a sociedade de consumo de massas, com a expansão dos meios de comunicação. Avançao a indústria química e eletrônica, a engenharia genética, a robótica. (http://www.culturabrasil.org/revolucaoindustrial).

[7] um vírus virtual é um programa malicioso desenvolvido por programadores que, como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores, utilizando-se de diversos meios.A maioria das contaminações ocorrem pela ação do usuário executando o anexo de um e-mail. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Virus_de_computador).

[8] A necessidade de proteção e a tendência a agressões próprias do homem orientaram seus esforços para o desenvolvimento e fabricação de armas (http://pt.wikipedia.org/wiki/Arma)

[9] Arte rupestre, pintura rupestre ou ainda gravura rupestre, é o nome que se dá às mais antigas representações pictóricas conhecidas, muitas datadas do período Paleolítico (100.000-10.000 a.C.) gravadas em abrigos ou cavernas, em suas paredes e tetos rochosos, ou também em superfícies rochosas ao ar livre, mas em lugares protegidos, normalmente datando de épocas pré-históricas. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_rupestre).

[10] A pólvora foi primeiramente descoberta na China no Século IX. A descoberta, aparentemente, foi feita por acidente por alquimistas que procuravam pelo elixir da imortalidade, e as primeiras referências à pólvora aparecem como avisos em textos de alquimia para não se misturarem certos materiais uns com os outros.Por volta do século X a pólvora começou a ser usada com propósitos militares na China na forma de foguetes e bombas explosivas lançadas de catapultas.

[11] O governo americano queria desenvolver um sistema para que seus computadores militares pudessem trocar informações entre si, de uma base militar para outra. Foi assim que surgiu então a ARPANET, o antecessor da Internet, um projeto iniciado pelo Departamento de Defesa Americano que realizou então a interconexão de computadores (http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet).

[12] A palavra "Nanotecnologia" foi utilizada pela primeira vez pelo professor Norio Taniguchi em 1974 para descrever as tecnologias que permitam a construção de materiais a uma escala de 1 nanômetro. Para se perceber o que isto significa, imagine uma praia com 1000 km de extensão e um grão de areia de 1 mm, este grão está para esta praia como um nanômetro está para o metro. Em alguns casos, elementos da escala periódica da química mudam seu estado, ficando até explosivos em escala nanômetra.

[13] Uma arma de destruição em massa ou arma de destruição maciça é uma arma capaz de causar um número elevado de mortos numa única utilização. Esta designação é atribuída a armas nucleares, a armas químicas e a armas biológicas. São exemplos de armas de destruição em massa a bomba atômica, a bomba de hidrogênio, entre outras.

[14] Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, França, China e Coreia do Norte são os únicos países do mundo que possuem declaradamente armas nucleares em grande escala. O Japão é proibido de manter, fabricar ou até mesmo deixar passar pelo seu território qualquer tipo de armas nucleares e, assim como a Alemanha e a Itália (países derrotados na Segunda Guerra Mundial), possuem limitações para a produção de armamentos. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Armas_nucleares).

3 comentários:

Anônimo disse...

Hi
That was useful info...thanks and Welcome to live chat FETISH. If you search the aldactone? Click here - aldactone
for fun

Anônimo disse...

Hi all!. Alone on Valentine's Day? Adult Chat & Love Try to find partner in your area!
for fun

Anônimo disse...

Por que nao:)